Utilizamos cookies próprios e de terceiros para disponibilizar os nossos serviços e recolher informação estatística. Se continuar a navegar no Site, aceita a sua instalação e a sua utilização. Pode alterar a configuração ou obter mais informação sobre a nossa política de cookies.

Áreas
Menu
pt

Fungos ou mofos

Os fungos encontram-se no ar sob a forma de esporos e provocam reacções alérgicas. Os esporos encontram-se no ar, em maior ou menor concentração dependendo da humidade ambiental, da zona estar próxima do mar e da estação do ano.

Os fungos causam alergias no aparelho respiratório. Em geral as pessoas alérgicas a fungos ficam piores com a mudança de estação.

Em casa estão nas superfícies húmidas e podem sair por lugares como as casas de banho e por baixo do lava-loiças. As casas húmidas, escuras, pouco arejadas e/ou ventiladas, assim como as caves ou habitações com filtrações, podem ter elevadas concentrações de esporos de fungos.

São também fontes de fungos os humidificadores, aparelhos de ar condicionados com uma má manutenção, montes de lixo, etc.

Para reduzir os fungos em casa recomenda-se:

  • Arranjar as fugas de água que possam criar humidades que permitam o crescimento de fungos.
  • Manter a humidade da casa o mais baixa possível, o ideal é que esteja abaixo de 50%.
  • Arejar bem as divisões.
  • Abrir a janela da casa de banho depois do banho ou do duche, para permitir que a humidade que se formou saía facilmente.
  • Evitar a utilização de tapetes na casa de banho e caves e retirar qualquer tapete bolorento.
  • Os desumidificadores ou ar condicionado com filtros adequados são eficazes para reduzir a humidade ambiental.
  • Limpar as superfícies bolorentas, como os cantos do duche ou por baixo do lava-loiças. Utilizar regularmente lixívia para lavar as superfícies que se humedecem com frequência (casa de banho).
  • Não se recomenda a limpeza com aparelhos que utilizem vapor.
  • Utilizar tintas fungicidas em sítios que tendem a criar humidade.
  • Evitar guardar roupa ou calçado húmido em armários ou zonas com pouca ventilação.
  • Não deixar alimentos fora do frigorífico por muito tempo e eliminar o lixo com frequência.
  • Não ter plantas de interior.

Fora de casa:

  • Evitar visitar caves, adegas ou celeiros, evitar manipular grãos ou permanecer em armazéns de grãos, assim como produtos de campo.
  • Evitar saídas para o campo em dias húmidos e chuvosos, já que estas condições originam uma maior concentração de esporos.