Utilizamos cookies próprios e de terceiros para disponibilizar os nossos serviços e recolher informação estatística. Se continuar a navegar no Site, aceita a sua instalação e a sua utilização. Pode alterar a configuração ou obter mais informação sobre a nossa política de cookies.

Áreas
Menu
pt

Glossário

Alergéno

Substância capaz de provocar uma reacção alérgica activando o sistema imunológico e desencadeando quadros inflamatórios alérgicos.

Anticorpo

Proteína fabricada pelo sistema imunitário capaz de neutralizar ou destruir os elementos estranhos tais como bactérias, vírus, parasitas, etc. Também se conhece como imunoglobulina.

Anti-histamínico

Medicamento que se utiliza como tratamento dos sintomas alérgicos.

Asma

Doença crónica do aparelho respiratório que se caracteriza por inflamação, tosse, dificuldade em respirar, sibilos inspiratórios, aumento da mucosidade.

Conjuntivite

Doença inflamatória da membrana que cobre o olho (parte branca do olho).

Corticóides

Medicamento com função anti-inflamatória. Utiliza-se para tratar os sintomas das alergias. Pode dar lugar a efeitos adversos sérios no tratamento a longo prazo como alterações no crescimento ósseo em crianças ou osteoporose entre outras.

Hipersensibilidade

Resposta exagerada e não normal do sistema imunitário contra substâncias que habitualmente não causam danos em indivíduos não alérgicos.

Ig E

Anticorpo ou imunoglobulina de classe E envolvida directamente na reacção alérgica. Produz-se em excesso em doentes alérgicos. Pode-se medir no sangue e de forma específica face ao alérgeno responsável da alergia.

Ig G

Anticorpo ou imunoglobulina de classe G que se produz como protecção face às infecções ou face à imunoterapia.

Inflamação

Resposta de protecção do organismo face à agressão ou presença de microrganismos que produzem danos nos tecidos.

Imunoterapia específica

É o único tratamento para a alergia que trata a causa da mesma. Baseia-se na administração de doses crescentes e acumulativas do alérgeno ao que se é alérgico para produzir uma tolerância imunológica e clínica.

Imunoterapia subcutânea

Imunoterapia que se administra mediante injecção debaixo da pele e de maneira superficial.

Imunoterapia sublingual

Imunoterapia que se administra mediante gotas ou comprimidos debaixo da língua.

Linfócitos

Células necessárias para o correcto funcionamento do sistema imunológico ou de defesa do nosso organismo. Encarregam-se de combater as infecções e as doenças.

Mastócitos

Células que sintetizam e armazenam histamina (substância química que se liberta durante uma reacção alérgica) e que se encontram na maioria dos tecidos do corpo. Numa resposta alérgica, o alérgeno estimula a libertação de anticorpos, os quais se unem aos mastócitos libertando estes a histamina.

Prick test

Teste cutâneo para determinar se una pessoa é alérgica a determinadas substâncias. Para isto, o médico coloca uma gota da substância que vai ser analisada no antebraço ou nas costas da pessoa, furando a pele com uma agulha, permitindo assim que uma pequena quantidade penetre na pele. Se a pessoa for alérgica à substância, aparecerá uma pápula ao fim de aproximadamente 15 minutos.

Rinite alérgica

Doença de origem alérgica que se caracteriza pela inflamação da mucosa nasal.

Sensibilização

Exposição inicial ao alérgeno, que induz uma resposta específica e de memória do sistema imunitário que pode dar lugar a uma reacção alérgica com posteriores exposições ao mesmo alérgeno.

Tolerância

Diminuição do efeito da dose de um fármaco ou substância determinada após a administração repetida, o que requer um aumento da dose administrada para alcançar o mesmo efeito.

Tratamento etiológico

Tratamento que modifica a história natural da doença alérgica. No caso da alergia, o único tratamento disponível com estas características, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) são as imunoterapias ou vacinas antialérgicas.

Tratamento sintomático

Tratamento da alergia com medicamentos como anti-histamínicos, corticóides, antileucotrienos, etc.